quarta-feira, 30 de maio de 2012

Pesquisa: Porque as empresas realizam práticas gerenciais ambientais?

Indagamos algumas vezes os motivos os quais as empresas realizam práticas voltadas a sustentabilidade, e muitas vezes pensamos que o grande interesse é melhorar sua imagem perante a sociedade, pois se parte da premissa de que consumidores mais conscientes tenderão a escolher empresas que sejam social e ambientalmente mais responsáveis.



Considerando que o nosso foco é a sustentabilidade voltada para a gestão do meio ambiente, saímos da nossa inquietude para questionar as empresas sobre as razões que as fazem realizar práticas gerenciais ambientais. Tomamos como práticas gerenciais ambientais aquelas que podem proteger ou recuperar o meio ambiente, bem como fazer com que a empresa atinja um desempenho ambiental favorável. A seguir, são apresentados os resultados dessa pesquisa aplicada em 32 empresas de médio e grande porte situadas no município de Belo Horizonte-MG:


Os resultados da pesquisa identificam que a obrigatoriedade imposta pela legislação ambiental (79%) é um grande direcionador para realização de práticas gerenciais ambientais, no entanto, não é o único motivo, pois a maioria das empresas da amostra (62,5%) optou por pelo menos três justificativas para realizar tais ações ambientais. No entanto, 50% das empresas também indicaram que realizam tais práticas gerenciais ambientais para obtenção ou manutenção de certificação de Sistema de Gestão Ambiental (leia-se ISO 14001), ou seja, para atender uma demanda normativa.

Verifica-se também que melhorar a relação com a comunidade é um fator importante para as empresas, o que justifica também que um dos motivos que as empresas fazem a divulgação de suas práticas ambientais é para o desenvolvimento da imagem corporativa. Por outro lado, questiona-se se essas ações ecológicas usadas como forma de melhorar a imagem da empresa com o público podem realmente contribuir com a sustentabilidade.


Além disso, outros motivos também foram citados, mesmo que por uma proporção menor de empresas. Nesse sentido, se destaca ainda o interesse em atender as demandas informacionais de consumidores e clientes, reforçando a premissa inicial de que essa preocupação ambiental corporativa pode se justificar pela vontade de mostrar responsabilidade ambiental àqueles potenciais consumidores que levam em consideração a preocupação e as ações em favor do meio ambiente. Baseado nisto, ficamos com a seguinte dúvida: será que as ações ambientais divulgadas pelas empresas são realmente eficientes ou apenas dão a aparência de ambientalmente sustentáveis?