sexta-feira, 19 de julho de 2013

ISO 14001 de certificação ambiental e suas implicações

A norma ISO 14001 é conhecida internacionalmente como diretriz para implantação de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA), mas será que as empresas têm maior interesse na imagem gerada na empresa devido à certificação ou elas realmente têm preocupação em gerenciar seus impactos no meio ambiente? Bem, isso seria difícil de identificar, uma vez que essas entidades estariam mais inclinadas a responderem que estão se preocupando com o meio ambiente independentemente de certificação e dos grandes investimentos com essa questão. Para falar verdade, o real interesse não importa, mesmo que seja utilizado como ferramenta para criar valor com as relações com o público... O que importa são as ações reais existentes por trás de todo um processo de certificação ambiental, tal como a ISO 14001. 

Além disso, é importante ressaltar que quando a motivação para implantação do SGA se destina a cumprir regulamentos ou requisitos externos, as práticas adotadas por essas empresas não promovem uma contínua melhoria nos produtos ou processos. Assim, questiona-se se tais motivações quando não alinhadas com o interesse de obter qualidade do desempenho ambiental podem de certa forma prejudicar a finalidade precípua do SGA. 

Por outro lado, ao tratar de práticas ambientais, percebe-se que as empresas com ISO 14001 têm maior aderência das mesmas do que as demais empresas. Veja os resultados de uma pesquisa realizada com 32 empresas geradoras de resíduos, sendo que 10 possuem ISO 14001:

Figura 1 – Práticas ambientais realizadas
                                                                        (clique na figura para ampliar)

Percebe-se por meio dos percentuais que as empresas com certificação ISO 14001 são mais adeptas às práticas ambientais que participam da metodologia PDCA (plan, do, check, act) de melhoria contínua e tratamento/gerenciamento dos resíduos gerados na atividade. As justificativas para realização de práticas ambientais apontam para necessidade de cumprir normas, sejam de certificação ou governamentais. Observa-se ainda que a maior preocupação em melhorar a relação com a comunidade é justamente das empresas com certificação, o que vai ao encontro da ideia inicial deste post.

Figura 2 – Justificativas para realização de práticas ambientais
(clique na figura para ampliar)


De qualquer forma, o que se pode notar é que as empresas têm tido maior atividade ambiental, independentemente de quais sejam seus interesses e isso tende a beneficiar o meio ambiente e a comunidade. É claro que ainda estamos muito distantes do que poderia ser considerado ideal, mas certamente observamos certo avanço em relação ao passado.

Para ter acesso à pesquisa completa, acesse o link a seguir: http://www.excelenciaemgestao.org/Portals/2/documents/cneg9/anais/T13_0600_3727.pdf