domingo, 28 de julho de 2013

Atitudes sustentáveis em casa

Quando se fala em sustentabilidade, não se limita somente ao meio ambiente, mas também os impactos sociais de forma geral. Desta forma, trata-se de atitudes ambientais e sociais que possam contribuir com o desenvolvimento sustentável, ou seja, satisfazer as necessidades da geração atual sem comprometer as futuras. Nesse sentido, esse post apresenta algumas atitudes em casa que podem contribuir com o desenvolvimento sustentável, sejam sociais ou ambientais:

1. Não desperdice água enquanto escova os dentes


Pode até parecer bobagem, mas já pensou na quantidade de água desperdiçada pela torneira aberta enquanto você escova os dentes? Quem nunca abriu a torneira quando esteve prestes a enxaguar a boca, mas entre uma ação e outra decorreram entre 1 e 2 minutos de água se desperdiçando antes de realmente enxaguar a boca e lavar a escova de dentes? 

Bem, a solução para isso é simples, porém não é tão fácil de aplicar, pois requer certa disciplina e comprometimento com a ação. Lembre-se de abrir a torneira somente na hora que realmente precise da água para lavar a boca e a escova de dentes.

2. Não desperdice água enquanto passa sabonete no banho

Esta ação, assim como a que foi descrita anteriormente também requer disciplina e comprometimento. Aliás, quem nunca teve um dia estressante e quis chegar em casa e ficar embaixo do chuveiro quente por horas até enrugar os dedos? Pois bem, esta ação tem grande impacto ambiental, pois a vazão do chuveiro é bem maior do que de uma torneira e a tendência é que se use o chuveiro por mais tempo. Assim, o desperdício de água é muito maior e significativo. 

Aconselha-se a usar o chuveiro somente na hora de se molhar no início do banho e para tirar o sabonete, shampoo e condicionador, se for o caso. Para reduzir o estresse, assista a um bom filme com uma boa companhia e se delicie com alimentos saudáveis e deliciosos.

3. Utilize as ecobags para levar mercadorias

Ao realizar compras em lojas e supermercados, recomendamos que não utilize as sacolas plásticas disponibilizadas, mesmo que sejam oxi-biodegradáveis. Isso porque também são resíduos na natureza e infelizmente nossa sociedade não tem educação suficiente para dar o descarte mais adequado. Assim, sacolas plásticas (sustentáveis ou não) são jogadas no meio ambiente tapando esgotos ou chegam ao mar colocando a vida dos seres marinho em risco.


4. Reutilize as sacolas de plástico utilizadas em frutas e verduras
Ao comprarmos frutas e verduras muitas vezes utilizamos sacolas plásticas que são disponibilizadas nos supermercados e feiras. A primeira opção que temos é comprar as frutas avulsas (sem colocá-las em sacolas) e depois levá-las em ecobags (sacolas ecológicas). Caso precise separar as frutas e verduras em sacolas, recomendamos que não dê um nó nas mesmas para que depois não as rasgue quando for retirar a mercadoria de dentro. Com a sacola das frutas e verduras, podemos reutilizá-las em lixeiras, tal como exposto na figura ao lado.

5. Utilize sacolas de lixo que sejam oxi-biodegradáveis

Todo mundo precisa depositar seu lixo em algum lugar e por isso utilizam sacolas plásticos devido à sua resistência (para este fim) e baixo custo. Porém, o plástico demora muito tempo (100 anos) para se decompor na natureza (isso sem falar quando utilizado de outras formas inadequadas). Por isso, compre sacolas que sejam oxi-biodegradáveis que agridem menos o meio ambiente pois reduzem o tempo de vida útil para 18 meses. Ao contrário do que dizem, a sacola oxi-biodegradável não tem um preço abusivo. Conforme vocês podem ver na imagem, um pacote com 60 unidades custa R$6,70 na internet. No supermercado já comprei custando R$11,90. É uma pequena atitude que faz diferença no meio ambiente.

6. Faça a coleta seletiva

É difícil ter uma coleta seletiva para cada família, por isso, você pode conversar com os moradores do seu condomínio ou de sua região para viabilizar coletores para essa comunidade. Os coletores podem selecionar diversos tipos de resíduos, tais como plásticos, papel, alumínio, vidro, etc. A seleção desses resíduos facilita o processo de reciclagem fazendo com que alguns tipos de resíduo que têm a vida muito longa para se decompor, possam ser reutilizadas no processo. De nada adianta fazer a separação se depois a coleta mistura os resíduos. Portanto, certifique-se de que a coleta seja realizada por uma empresa especializada em reciclagem.

7. Doe roupas e outros artefatos que outras pessoas possam utilizar

Pratique o desapego! Antes de falar em doação, temos que pensar no consumo exacerbado de algumas mercadorias. Muitas vezes adoramos comprar coisas que não precisamos e a casa vai ficando cada vez mais sem espaço. Só percebemos que temos muitos objetos quando resolvemos fazer mudança, e todos aqueles inúmeros objetos escondidos em gavetas e armários aparecem aos montes. Portanto, pense bem antes de comprar novos objetos e veja se realmente é algo que você PRECISA ter. Procure depois fazer uma análise sobre as coisas que você tem e veja quais acessórios você pode doar para pessoas carentes. Muitas vezes estão esquecidos em seu armário, mas existem muitas pessoas que precisariam e gostariam muito de utilizá-los. Portanto, pratique o desapego e doe suas roupas e demais artefatos que você não utiliza mais.

Faça a sua parte! São pequenos gestos que beneficiam o meio ambiente. O planeta agradece!