quinta-feira, 5 de março de 2015

Um exemplo a ser copiado e compartilhado

Em Brighton, no sul da Inglaterra, o primeiro restaurante lixo zero do país. Manteiga, queijo, cerveja e cogumelos são produzidos no próprio local. Carnes, leites e verduras vêm de produtores locais e são transportados sem embalagens. 95% do resíduo gerado é reciclado, reutilizado ou transformado dentro do próprio empreendimento, sendo que a meta é chegar a 100% em até um ano.

Os restos dos alimentos viram adubo, por meio da máquina de compostagem que transforma até 60kg de restos de alimentos em até 24h. A máquina custou o equivalente a R$80 mil, mas além da sustentabilidade gerada, parte do adubo é utilizada também para troca de mercadorias com fornecedores ou é doado à comunidade.

No total, o custo para abrir o local foi de R$362,00, mas o chef McMaster afirma que as práticas sustentáveis ajudam a diminuir os custos de operação, o que faz com o o retorno do investimento venha mais rapidamente. Isso faz parte do conceito chamado ECOEFICIÊNCIA.