domingo, 17 de fevereiro de 2013

Rede Sustentabilidade: Marina Silva afirma que pode ser candidatar à presidência em 2014

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva anda mostrando que não abandonou a causa ambiental e política no Brasil. Marina lançou no último sábado, dia 16 de fevereiro, um novo partido que se chama Rede Sustentabilidade, nome que segundo à ex-senadora, é muito importante pois irá constituir o significado da causa. 

Dentre as novidades do estatuto do programa, a Rede Sustentabilidade proíbe filiação de político com ficha suja, o que não quer dizer que aceitem qualquer político. As doações das indústrias de armamentos, alcoólica e tabaco também não serão permitidas, e as demais doações terão limite a ser definido no estatuto. Será admitido ainda fazer alianças com outros partidos, e também haverá inclusão no estatuto de conselhos sociais que vão fiscalizar a legenda. 


Contrário ao que a maioria pensava, a nova legenda não é uma dissidência do Partido Verde (PV), embora também aborde questões sobre a sustentabilidade e preservação ambiental. Seus líderes afirmam que a formalização da Rede Sustentabilidade visa a uma discussão que vai além do meio ambiente. 

Mesmo negando que a criação do partido acontece por causa das próximas eleições presidenciais, Marina não descarta a possibilidade de ser candidata em 2014, porém afirma também que por fazerem parte de uma rede, estariam abertos a encontrar um nome entre eles mesmos.